ImgaddictImgaddict

Instagram Online Web Viewer

en

#poemasbrasileiros

Current medias about #poemasbrasileiros. Feel free to comment, like and share them

Check panorama4343's Instagram Perfume

Inspiro
Teu cheiro,
Respiro
Teu ar,
Calar
Eu calo,
Calejado
De amar.
Eu amo
E doo
Meu amor,
Doo
Minha dor
Pelo presente
Do teu calor.
No presente
Da minha flor
Preciso da luz
Do teu valor
Para que ela tenha
O mesmo odor
O mesmo cheiro
Que o seu.
Inspiro
Teu cheiro,
Respiro
Teu ar,
Calar
Eu calo,
Calejado
De amar.

#poema #poemas #poemasbrasileiros #poesia #poesiabrasileira #literatura #literaturabrasileira #livro #livros #livrosbrasileiros #ler #leitura #leituras #escrever #flor #amor #dor #cheiro #odor #perfume #luz #flores #amar #doer #cheirar #inspirar #respirar 1630898982074229618_6084637391

Perfume Inspiro Teu cheiro, Respiro Teu ar, Calar Eu calo, Calejado De amar. Eu amo E doo Meu amor, Doo Minha dor Pelo presente Do teu calor. No presente Da minha flor Preciso da luz Do teu valor Para que ela tenha O mesmo odor O mesmo cheiro Que o seu. Inspiro Teu cheiro, Respiro Teu ar, Calar Eu calo, Calejado De amar. #poema #poemas #poemasbrasileiros #poesia #poesiabrasileira #literatura #literaturabrasileira #livro #livros #livrosbrasileiros #ler #leitura #leituras #escrever #flor #amor #dor #cheiro #odor #perfume #luz #flores #amar #doer #cheirar #inspirar #respirar

Share 1 12

Advertisement

Check salaequarto's Instagram 3... 2... 1... Feliz ano novo! 
Parte 4 - Final -Resiliência, respondi assertivo. -À resiliência, então. 
Brindamos e terminamos de tomar a caipirinha em silêncio, até o último minuto do ano. Meu amigo garçom passou rapidamente e levou os copos que deixamos no parapeito, sorriu para mim como uma criança de treze anos e saiu. Acabei rindo também. Agora faltavam dez segundos para o ano acabar e as pessoas começaram a contar. - DEZ! As muitas vozes gritaram. Camila se aproximou. - NOVE!  Meu peito já não nevava mais. - OITO! Mais e mais pessoas na longa sacada faziam nos aproximar um do outro.  Ela ajeitou o cabelo por trás da orelha. - SETE! SEIS!  Meu coração acelerava. O espaço encurtava. - CINCO!  Ela mordeu os lábios e sorriu. - QUATRO!  Coloquei a mão em sua cintura. - TRÊS!  Ela colocou a mão em minha nuca. - DOIS!  Ela disse em voz baixa “feliz ano n....” - UM!  Beijei-a sem dose. Os fogos explodiram junto com a dor que empoeirava meu coração. Era como se os fogos fossem para nós, os gritos fossem para nós, e a música para nós. 
Aquela noite durou um ano inteiro.  No dia seguinte, convidei Camila para sair comigo. Ela aceitou. 
Zé 1630807776388451681_6071242405

3... 2... 1... Feliz ano novo! Parte 4 - Final -Resiliência, respondi assertivo. -À resiliência, então. Brindamos e terminamos de tomar a caipirinha em silêncio, até o último minuto do ano. Meu amigo garçom passou rapidamente e levou os copos que deixamos no parapeito, sorriu para mim como uma criança de treze anos e saiu. Acabei rindo também. Agora faltavam dez segundos para o ano acabar e as pessoas começaram a contar. - DEZ! As muitas vozes gritaram. Camila se aproximou. - NOVE! Meu peito já não nevava mais. - OITO! Mais e mais pessoas na longa sacada faziam nos aproximar um do outro. Ela ajeitou o cabelo por trás da orelha. - SETE! SEIS! Meu coração acelerava. O espaço encurtava. - CINCO! Ela mordeu os lábios e sorriu. - QUATRO! Coloquei a mão em sua cintura. - TRÊS! Ela colocou a mão em minha nuca. - DOIS! Ela disse em voz baixa “feliz ano n....” - UM! Beijei-a sem dose. Os fogos explodiram junto com a dor que empoeirava meu coração. Era como se os fogos fossem para nós, os gritos fossem para nós, e a música para nós. Aquela noite durou um ano inteiro. No dia seguinte, convidei Camila para sair comigo. Ela aceitou. Zé

Share 2 12

Advertisement

Advertisement

Check panorama4343's Instagram Fácil 
Minto pra mim mesmo
Pois sei que a verdade
Arde mais que viver a esmo
Sem caminho nem destino.
Minto, pois com apenas a verdade
A sociedade não aguentaria a pressão
E entraria em recessão.
Omito pois nem toda verdade
Deve ser falada,
Nem toda ação
Praticada,
E nem toda vida
Poupada.
A vida é mais difícil que o bem e o mal.
Porém é mais fácil viver desse jeito,
Por isso exilamos o anormal que não
Se encaixa nesses trejeitos.
Não é mesmo?

#poema #poemas #poemasbrasileiros #poesia #poesiabrasileira #literatura #literaturabrasileira #livro #livros #livrosbrasileiros #ler #leitura #leituras #mentir #viver #minto #mentira #vida #morrer #morte 1630089788870081133_6084637391

Fácil Minto pra mim mesmo Pois sei que a verdade Arde mais que viver a esmo Sem caminho nem destino. Minto, pois com apenas a verdade A sociedade não aguentaria a pressão E entraria em recessão. Omito pois nem toda verdade Deve ser falada, Nem toda ação Praticada, E nem toda vida Poupada. A vida é mais difícil que o bem e o mal. Porém é mais fácil viver desse jeito, Por isso exilamos o anormal que não Se encaixa nesses trejeitos. Não é mesmo? #poema #poemas #poemasbrasileiros #poesia #poesiabrasileira #literatura #literaturabrasileira #livro #livros #livrosbrasileiros #ler #leitura #leituras #mentir #viver #minto #mentira #vida #morrer #morte

Share 0 32
Check panorama4343's Instagram Blitzkrieg 
Tem dias que perco a fé em mim
Penso como será meu fim
E não vejo nada.
Se morrerei em paz,
Se fui capaz,
Ou se serei enterrado em cetim.
Mas nessa depressão relâmpago
Nesse blitzkrieg em minha mente,
Eu executo o meu comprometimento
Ainda cumpro minha promessa,
Sem refletir duas vezes em meu pensamento,
Sem faltar com uma remessa.
Por que faço isso:
Não me valorizo,
Mas não desisto
Do compromisso?
Me jogo pra baixo,
Mas me arrasto,
Ainda que cabisbaixo,
Para que o madrasto
Trabalho seja cumprido.
Talvez seja uma penitência,
A punição da minha essência
Um castigo devido às ações da minha vida.
Espero o dia em que minha consciência tenha
Ciência de que já paguei minha sentença
Há muito tempo.

#poema #poemas #poemasbrasileiros #poesia #poesiabrasileira #literatura #literaturabrasileira #livro #livros #livrosbrasileiros #ler #leitura #leituras #escrever #depressão #promessa #sentença #penitência #desistir 1629441305448147916_6084637391

Blitzkrieg Tem dias que perco a fé em mim Penso como será meu fim E não vejo nada. Se morrerei em paz, Se fui capaz, Ou se serei enterrado em cetim. Mas nessa depressão relâmpago Nesse blitzkrieg em minha mente, Eu executo o meu comprometimento Ainda cumpro minha promessa, Sem refletir duas vezes em meu pensamento, Sem faltar com uma remessa. Por que faço isso: Não me valorizo, Mas não desisto Do compromisso? Me jogo pra baixo, Mas me arrasto, Ainda que cabisbaixo, Para que o madrasto Trabalho seja cumprido. Talvez seja uma penitência, A punição da minha essência Um castigo devido às ações da minha vida. Espero o dia em que minha consciência tenha Ciência de que já paguei minha sentença Há muito tempo. #poema #poemas #poemasbrasileiros #poesia #poesiabrasileira #literatura #literaturabrasileira #livro #livros #livrosbrasileiros #ler #leitura #leituras #escrever #depressão #promessa #sentença #penitência #desistir

Share 0 29
Check salaequarto's Instagram 3... 2... 1... Feliz ano novo! 
Parte 2  A essa altura o garçom já sabia que me chamava Marcos, ela se chamava Camila, e entre as idas e vindas de trazer uma caipirinha cheia e levar o copo vazio sabia até um pouco da nossa história. Pouparei o tédio de contá-la por completo para que não percas esses últimos minutos da virada em narrativa do gênero que só importa o fim; e o fim fora que ela me deixara com um convite sobrando na véspera da festa da virada, sem ter a quem chamar. E agora chegava o momento dos fogos e da euforia, porém dentro de mim eu implodia, até que uma moça de cabelos pretos e vestido em par com seus olhos verdes decidiu me dizer um oi: - Oi, disse a moça - Olá, respondi com algum cálculo - Parece que a vista aqui é extraordinária; e só você percebeu isso. - E se você virar você também tem o privilégio de ver as danças mais esquisitas do planeta - Dê um desconto, eles estão bêbados - E você não está? - Não como você imagina. Você? - Talvez um pouco. O garçom virou meu amigo. - Uau! Insociavelmente sociável. Ela disse em riso. - Não me dê esse crédito todo. O papel do garçom é ser sociável. Tudo que eu fiz foi aceitar as caipirinhas, que aliás estão ótimas, você deveria provar. - Tudo bem. Garçom! 
Ela levantou o braço esquerdo acenando para o meu amigo garçom, até que ele notou; quando o fez, ela mostrou dois dedos ao homem e apontou para mim como se dissesse “caipirinha”. Ela carregava estampado no rosto uma postura firme, um sorriso de atitude. Depois de quinze segundos de silêncio perguntei: - Eu tenho cara de caipira? Fiz questão de usar um tom sonso. Ela olhou para mim e pensou com malandragem antes de responder, com voz firme e aveludada: [continua] 1629330441562780459_6071242405

3... 2... 1... Feliz ano novo! Parte 2 A essa altura o garçom já sabia que me chamava Marcos, ela se chamava Camila, e entre as idas e vindas de trazer uma caipirinha cheia e levar o copo vazio sabia até um pouco da nossa história. Pouparei o tédio de contá-la por completo para que não percas esses últimos minutos da virada em narrativa do gênero que só importa o fim; e o fim fora que ela me deixara com um convite sobrando na véspera da festa da virada, sem ter a quem chamar. E agora chegava o momento dos fogos e da euforia, porém dentro de mim eu implodia, até que uma moça de cabelos pretos e vestido em par com seus olhos verdes decidiu me dizer um oi: - Oi, disse a moça - Olá, respondi com algum cálculo - Parece que a vista aqui é extraordinária; e só você percebeu isso. - E se você virar você também tem o privilégio de ver as danças mais esquisitas do planeta - Dê um desconto, eles estão bêbados - E você não está? - Não como você imagina. Você? - Talvez um pouco. O garçom virou meu amigo. - Uau! Insociavelmente sociável. Ela disse em riso. - Não me dê esse crédito todo. O papel do garçom é ser sociável. Tudo que eu fiz foi aceitar as caipirinhas, que aliás estão ótimas, você deveria provar. - Tudo bem. Garçom! Ela levantou o braço esquerdo acenando para o meu amigo garçom, até que ele notou; quando o fez, ela mostrou dois dedos ao homem e apontou para mim como se dissesse “caipirinha”. Ela carregava estampado no rosto uma postura firme, um sorriso de atitude. Depois de quinze segundos de silêncio perguntei: - Eu tenho cara de caipira? Fiz questão de usar um tom sonso. Ela olhou para mim e pensou com malandragem antes de responder, com voz firme e aveludada: [continua]

Share 1 27
Check helenalescano's Instagram "Me deixei apaixonar 
a superfície parecia irregular
decerto a história não seria linear
mesmo assim abri os braços 
com prazer para o conflito
se existe sagrado no maldito
a inversão pode virar sistema. .

Mais uma vez a loucura como tema,
mais uma vez a escolha da cilada
eternamente uma mulher confusa 
que não para de sorrir
tentando encontrar uma estrada
que a conduza
como se ela soubesse pra onde ir."(BrunaLombardi)❤
.
.
.
#poemasdeamor #literaturanacional #instapoesia #poemasbrasileiros #poetisa #trechosdelivros #passion 1628627350633610132_1174401186

"Me deixei apaixonar a superfície parecia irregular decerto a história não seria linear mesmo assim abri os braços com prazer para o conflito se existe sagrado no maldito a inversão pode virar sistema. . Mais uma vez a loucura como tema, mais uma vez a escolha da cilada eternamente uma mulher confusa que não para de sorrir tentando encontrar uma estrada que a conduza como se ela soubesse pra onde ir."(BrunaLombardi)❤ . . . #poemasdeamor #literaturanacional #instapoesia #poemasbrasileiros #poetisa #trechosdelivros #passion

Share 0 20
Check salaequarto's Instagram 3,2,1, feliz ano novo 

parte 1

Passei a virada de ano inteira apoiado no parapeito da varanda, com o pensamento distante (perto de onde eu queria estar) e o peito frio que nem essa época é nos países do Norte. O problema é que ela deveria estar aqui, deveria estar comigo, deveria ter se importado um pouco. Aqui dentro nevava, enquanto o som de uma dupla sertaneja qualquer badalava o salão, onde todos dançavam celebrando mais um ano que se concluía naqueles últimos instantes. Os minutos corriam lânguidos e eu revezava em virar para a enseada e encarar aquela festa faraônica. Há vezes que a passagem de ano não simplesmente carrega datas, mas carrega um pedaço da história de alguém, um pedaço de alguém. 2017 tinha sido o ano em que eu me perdi em quem eu amava. Em que eu perdi quem amava. Em que ela preferiu ser só a ser comigo, ser um a ser um par. E o ano ia embora, junto com o último pedaço de tempo que era nosso. Faltavam vinte minutos para meia noite, e meia noite parecia a uma eternidade dali. [continua] 1628602025024862217_6071242405

3,2,1, feliz ano novo parte 1 Passei a virada de ano inteira apoiado no parapeito da varanda, com o pensamento distante (perto de onde eu queria estar) e o peito frio que nem essa época é nos países do Norte. O problema é que ela deveria estar aqui, deveria estar comigo, deveria ter se importado um pouco. Aqui dentro nevava, enquanto o som de uma dupla sertaneja qualquer badalava o salão, onde todos dançavam celebrando mais um ano que se concluía naqueles últimos instantes. Os minutos corriam lânguidos e eu revezava em virar para a enseada e encarar aquela festa faraônica. Há vezes que a passagem de ano não simplesmente carrega datas, mas carrega um pedaço da história de alguém, um pedaço de alguém. 2017 tinha sido o ano em que eu me perdi em quem eu amava. Em que eu perdi quem amava. Em que ela preferiu ser só a ser comigo, ser um a ser um par. E o ano ia embora, junto com o último pedaço de tempo que era nosso. Faltavam vinte minutos para meia noite, e meia noite parecia a uma eternidade dali. [continua]

Share 4 38
Check panorama4343's Instagram Porco

O culpado solto,
O inocente preso,
Povo não revolto,
Bandido ainda ileso.
Crime absolto
Cria-se obeso,
Enquanto o povo
Está abaixo do peso.

#poema #poemas #poemasbrasileiros #poesia #poesiabrasileira #literatura #literaturabrasileira #livro #livros #livrosbrasileiros #ler #leitura #leituras #escrever #porco #solto #preso #revolto #ileso #absolto #obeso #povo 1628592122751136250_6084637391

Porco O culpado solto, O inocente preso, Povo não revolto, Bandido ainda ileso. Crime absolto Cria-se obeso, Enquanto o povo Está abaixo do peso. #poema #poemas #poemasbrasileiros #poesia #poesiabrasileira #literatura #literaturabrasileira #livro #livros #livrosbrasileiros #ler #leitura #leituras #escrever #porco #solto #preso #revolto #ileso #absolto #obeso #povo

Share 1 32
Check marilenealagia's Instagram MAR  DOS MEUS ENCANTOS!

Ao desfrutar  de embasã
Do azul que banha teu corpo
Me deixa extasiada
Petrificada ao encanto.

O brilho do astro Rei
Brincando  fazendo agrados
E eu te beijo em silêncios
Ali sentada ao teu lado

Suave é teu bailado
No vai e vem  costumeiro
Trás mensagens  repentinas
Do meu velho companheiro.

És a mágia  do olhar
Que o poeta se inspira
És a fonte do nascer
Eterno som da minha lira.
Marilene Azevedo
Direitos reservados pela Lei 9610.1 1627966882525911220_4079616647

MAR DOS MEUS ENCANTOS! Ao desfrutar de embasã Do azul que banha teu corpo Me deixa extasiada Petrificada ao encanto. O brilho do astro Rei Brincando fazendo agrados E eu te beijo em silêncios Ali sentada ao teu lado Suave é teu bailado No vai e vem costumeiro Trás mensagens repentinas Do meu velho companheiro. És a mágia do olhar Que o poeta se inspira És a fonte do nascer Eterno som da minha lira. Marilene Azevedo Direitos reservados pela Lei 9610.1

Share 3 11
Load More